Nota de pesar

É com profundo pesar que comunicamos o falecimento de Cleide Nunes da Rocha Lima, aos 75 anos de idade, ocorrido na tarde deste último sábado, 18, no Hospital Regional do Juruá na ala COVID-19. Clê como era carinhosamente conhecida, teve um choque cardiotépico, insuficiência respiratório, decorrentes da COVID-19 e de suspeita de câncer no pulmão descoberto recentemente, como comorbidades tinha problemas cardíacos e enfisema pulmonar. Deixa sete filhos e uma dezena de netos.


Professora e ex-vereadora, Clê, começou a trabalhar aos 14 anos de idade no Colégio São Francisco como professora, a idade precoce para o trabalho se deu pois, muito cedo perdeu o pilar de sua família,o seu pai.


Foi com a arte de ensinar, profissão exercida com muito amor e dedicação, que Cleide Rocha descobriu o amor e a necessidade de fazer muito mais pelas pessoas, no Colégio São Francisco ficou por 35 anos vindo logo em seguida e sua merecida aposentadoria.


O desejo de fazer mais e lutar por dias melhores, tanto para a família como para Mâncio Lima, à levou para a política e, em 1997 foi eleita e assumiu uma cadeira de vereadora ficando no cargo té o ano de 2000. Ali foi combativa, firme e acima de tudo não se deixou corromper, ética, humana e muito generosa fez um mandato com muita seriedade e zelo o que orgulha até hoje seus colegas de parlamento.


A casa Cleide Rocha era lugar de amor e humor. Cada frase saia líquida, fina, leve e risonha como saem as declarações de amor. A porta aberta, humilde, doce e forte como o café pronto de toda hora.


Abraçou e amou uma cidade inteira. Serviu, defendeu, ensinou e amou um mundo todo, com um jeito próprio. Cleide Rocha Lima, ou simplesmente Clê, foi a mãe, a tia,a amiga de um mundo todo. A saudade, vai doer demais, mas a lembrança de seu bom humor, vai ficar pra sempre marcada na lembrança daqueles que tiveram o privilégio de conviver com esta grande mulher.


Um coração agregador. Chamava família, amigos, curiosos. Hoje a cidade chora mas, a cidade também comemora,comemora porque não temos apenas uma, mais várias páginas da história da Vila Japiim, do município de Mâncio Lima, escrita com o nome Cleide Nunes da Rocha Lima, ou Clê.


Fica decretado luto oficial de três dias e, ponto facultativo nesta segunda-feira, 20 de julho de 2020.


São mais os sinceros votos de pesar do prefeito Isaac Lima, da vice-prefeita Ângela Valente e de toda gestão junto com você.


Mâncio Lima-Ac, 19 de julho de 2020.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo