IV Feira do Peixe de Mâncio Lima movimentou mais de R$ 60 mil em três dias de evento


O encerramento da IV Feira do Peixe e Agricultura Familiar de Mâncio Lima reuniu centenas de pessoas na Praça São Sebastião. Realizado pela Secretaria Municipal de Produção com apoio da Prefeitura e do SEBRAE o evento terminou às 23h da última quinta-feira (14) com a escolha do primeiro lugar do Festival da Canção Manciolimense, uma das atrações que movimentou a feira e atraiu centenas de pessoas até o centro da cidade.


“O evento foi muito bem organizado, desde a feira do peixe ao Festival da Canção – FECAM, que teve candidatos com altíssimo nível de talento. Ao final, o que importa é fazer um evento bonito, participativo e que trouxe para os nossos expositores uma renda a mais para suas famílias. Agradeço muito aos envolvidos, as secretarias municipais, ao Prefeito Isaac e a vice Ângela Valente, aos nossos parceiros como o SEBRAE, Café Vô Raimundo e Colônia de Pescadores que foram fundamentais para o sucesso do evento. Se Deus quiser ano que vem vamos fazer um evento melhor ainda”, falou Alana Souza, Secretária Municipal de Produção.

Este ano, o evento movimentou mais de R$ 65 mil tanto, com a venda do pescado, quanto com a venda de produtos da agricultura familiar (hortaliças, goma de mandioca, farinha, biscoitos e outros). As vendas ficaram abaixo da última edição ocorrida em 2019, o que segundo a organização se explica pelo fato de o evento ter ficado dois anos parado, o aumento da ração para quem cria peixe, diminuindo assim o número de peixes na feira, aumento nos preços do pescado e a pouca movimentação financeira na cidade neste período.

O quilo do piau estava custando entre R$ 18 a R$ 20, a matrinchã estava sendo vendida a R$ 17 e o tambaqui, um dos peixes mais procurado durante a feira estava custando R$ 17 reais o quilo no último dia.


Mas, há quem viu nesta edição da feira uma oportunidade de vender o seu produto e aumentar a renda da família neste período de recessão econômica, aumento dos produtos que compõem a cesta básica e outros como gás e combustível. O piscicultor Luciano Rocha comemorou as vendas, nos três dias do evento conseguiu vender 300 quilos de piau e lucrou mais de R$ 5 mil.


“A feira deste ano foi boa, esse é meu primeiro ano como piscicultor e, embora tendo pouca movimentação de dinheiro na cidade, consegui vender todo o meu pescado, muitas pessoas vieram, prestigiaram e compraram, este evento voltou em um momento muito oportuno e precisa continuar para incentivar outras pessoas que estão neste ramo e no ramo da agricultura familiar”, ressaltou Luciano Rocha, professor e piscicultor.

Cleidiane Vieira de Moura, é agricultora e moradora da Comunidade do Polo que, mesmo estando no território de Rodrigues Alves tem sua família e negócios em Mâncio Lima. A feirante, mãe de três filhos, comemorou os bons resultados com a venda de verduras.


“Dos três dias da feira o melhor estar sendo hoje, o último dia, mas, nos demais dias deu pra vender bastante e tirar uma renda extra para a casa. Geralmente a gente só vem para a feira de sexta-feira no Mercado Municipal e, a Feira do Peixe, abriu um espaço maior para nós que vivemos da agricultura. O que a gente espera é que a prefeitura continue com eventos como este para dar mais oportunidade ao produtor rural”, disse Cleidiane Vieira de Moura, dona de casa e produtora rural.


Festival da Canção Manciolimense


A novidade que mais chamou a atenção da população foi o festival de música, inserido pela primeira vez na programação da feira, o evento reuniu centenas de pessoas e 20 calouros. A eliminação, ocorrida na terça-feira (12) eliminou 12 concorrentes.


A final foi um verdadeiro show a parte, alguns subiam pela primeira vez em um palco, outros já eram velhos conhecidos da população, dando muito trabalho aos jurados para escolher o melhor da competição. Em função da Semana Santa, as músicas expressavam fé, devoção e muito louvor.

“Confesso que quando a organização sugeriu acrescentar o FECAM na feira do peixe fiquei um pouco receoso se teríamos público. Fiquei muito feliz e satisfeito com o resultado, nossa cidade tem talentos muito grande, pessoas que surpreenderam a todos nós, ano que vem vamos trabalhar mais ainda para fazemos a feira do peixe ainda melhor. Agradeço aos nossos piscicultores e agricultores pela confiança, por terem acreditado e participado deste evento tão importante para a economia do nosso município”, finalizou Isaac Lima, Prefeito de Mâncio Lima.

Dos oito concorrente, o troféu, disputado ponto a ponto, ficou com o talento da jovem Joicy Xavier, a artista emocionou a todos com a música Não Pare, Canção de Midian Lima. O segundo lugar ficou com Evelin Silva o terceiro com Camila Moura, quarto colocado Uikalu Miranda e o quinto lugar com Paulo Gomes.

GALERIA DE FOTOS


Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Beatriz Monte

Imagens: Evandro Ibernon

0 comentário