top of page

No Março Lilás, Projeto Salão Solidário leva atendimento de beleza as mulheres da melhor idade


Março Lilás é o mês de conscientização sobre a importância de se prevenir contra o câncer do colo do útero, a quarta maior causa de morte de mulheres por câncer no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). O mês é também dedicado à mulher.


Ações de saúde, prevenção, conscientização estão acontecendo em todo o município e, aproveitando o Março Lilás, a Secretaria Municipal de Assistência Social, em ação conjunta com a Secretaria Municipal de Saúde, está cuidando de uma parte muito importante para nossas mulheres, a sua beleza e autoestima por meio de mais uma ação do Projeto Salão Solidário, que aconteceu na manhã desta quarta-feira, 15.

“O objetivo desta atividade de hoje é promover dignidade e elevar a autoestima das nossas mulheres que já estão com idade avançada e que fazem parte do público em situação de vulnerabilidade social. Muitas dessas senhoras não têm a oportunidade e condição de ir a um salão de beleza. São mulheres de famílias carentes que têm que sustentar suas casas e, na maioria dos casos, sustentar a dos filhos e netos. Hoje, elas terão atendimento especial e os mesmos cuidados e serviços que teriam caso fossem em um salão de beleza”, disse Rocilda Mendonça, Secretaria Municipal de Assistência Social.

O Projeto Salão Solidário, criado em 2021, é dedicado as famílias de baixa renda que residem na zona rural e fluvial do município, mas, em datas comemorativas, como o mês dedicado a mulher, suas ações acontecem também na zona urbana. Serviços de manicure, cabeleireiro, design de sobrancelhas e ações de saúde são algumas das atividades que as mais 30 mulheres da melhor idade receberam no dia de hoje.

“Faz tempo que eu não cuidava de mim, do cabelo, das unhas, da minha beleza e, hoje tenho tudo isso e de graça, as meninas são atenciosas e deixam a gente mais bonita, estou muito feliz por esta oportunidade e de estar com minhas amigas”, destacou Maria do Carmo Souza da Silva, 74 anos, aposentada.

O projeto, ocorre aos finais de semana nas comunidades rurais, em média o salão atende mais de 300 mulheres por mês, no último atendimento, ocorrido na comunidade Bom Sossego, Rio Azul, foram atendidas 70 pessoas entre homens, mulheres e crianças.


“Eu faço minhas unhas mais em casa pela falta de tempo, hoje quero fazer unha, cabelo e as sobrancelhas pra sair daqui mais bonita, porque não é sempre que temos essa oportunidade de cuidar de nós e de nossa autoestima, já medi a pressão, a glicemia e graças a Deus está tudo bem, nós mulheres levamos uma vida de luta, sofrimento e preocupação e, momentos como este, traz mais alegria, renova a vontade de viver e alivia o stress do dia a dia”, finalizou Francisca Muniz Dias, 75 anos.

Os serviços ofertados aos usuários são equivalentes aos ofertados em um salão de beleza tradicional, como por exemplo hidratação, escova, selagem, luzes, corte, pintura e progressiva, trabalhos estes, que estão entre R$ 150 a R$ 300, no Projeto é ofertado de maneira gratuita.


No mês de março, o salão esteve nas comunidades Santo Antônio e comunidade Pentecostes ação que atendeu mais de 50 mulheres. Ambas as comunidades fazem parte do grupo prioritário do Salão Solidário.

Galeria de imagens:

Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Beatriz Monte

Imagens: Evandro Ibernon/SMAS

0 comentário

Comments


bottom of page