Setembro Amarelo: Mâncio Lima encerra campanha do mês dedicado ao combate ao suicídio


A Prefeitura de Mâncio Lima por meio da Secretaria Municipal de Saúde encerrou na manhã desta quinta-feira (30) a campanha em alusão ao “Setembro Amarelo”. O mês é dedicado a prevenção e combate ao suicídio que por meio de Centro de Atenção Psicossocial – CAPS, contou com diversas atividades em intuições e as famílias atendidas pelo centro.

“Estou muito feliz por está a frente da prefeitura de Mâncio Lima e encerrando esta campanha tão importante e necessária. O suicídio é algo grave e tem que ser tratado com seriedade e urgência pois, os dados são preocupantes e exige um esforço conjunto. A depressão, que muitas não levam a sério, acham que é bobagem, é o primeiro sintoma de que a pessoa não está bem e, mediante a sinais como esses, precisamos cuidar, orientar, ir até as famílias e levar toda a assistência necessária. Felizmente em nossa cidade não temos números preocupantes de suicídio o que considero isso graças ao trabalho de prevenção que a Secretaria de Saúde por meio do CAPS vem fazendo”, disse Renan Costa, Prefeito em Exercício.

Durante o encerramento do “Setembro Amarelo”, realizado no auditório do Colégio Pe. Edson, que contou com a participação do presidente em exercício da Câmara de Vereadores, Vlade Vasconcelos, autoridades locais, profissionais da saúde, educação, assistência, pacientes do de centro de atenção e população em geral, os presentes tiveram apresentações culturais e palestras acerca do tema em questão.


“Eu avalio como positivo o mês de setembro dedicado ao combate ao suicídio porque nós conseguimos abrir o conhecimento das pessoas sobre o que fazemos no CAPS, nos primeiros dias da campanha houve um aumento na procura dos serviços, as pessoas passaram a confiar mais nos nossos profissionais e consequentemente aceitar o tratamento. Os CAPS é um auxílio que os pacientes tem no momento que eles mais precisam, somos uma equipe multidisciplinar com pedagogo, psicólogo, assistente social, psiquiatra, enfermeiro, técnico de enfermagem e outros que, no dia a dia trabalhamos para trazer de volta a autoestima de quem não consegue encontrar um saída para a depressão”, finalizou Eliton Lopes do Nascimento Júnior, Enfermeiro e Coordenador do CAPS.

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo®. O dia 10 deste mês é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.


São registrados mais de 13 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 01 milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Em Mâncio Lima, a população dispõe de um serviço referência para problemas de transtornos mentais, depressão dentre outros, é o atendimento realizado pelo CAPS – Centro de Atenção Psicossocial que, além de realizar atendimento domiciliar, fazem consultas e terapia de grupos de segunda-feira a sexta-feira na sede do centro. Ali são atendidos paciente com transtornos mentais graves, intenso sofrimento psíquico e ou/com problemas decorrentes de uso de álcool e outras drogas para um acolhimento vinculado ao serviço, com uma equipe formada por assistente social, psicólogo, médico psiquiatra, pedagogo, técnico de enfermagem, enfermeiro além do apoio administrativo e serviços gerais.


Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Beatriz Monte

Imagens: Evandro Ibernon

0 comentário