top of page

Prefeitura de Mâncio Lima, Imac discutem regularização ambiental com produtores rurais


Cuidar, prestar assistência e valorizar os produtores rurais tem sido prioridade do governo do Acre. No último sábado, 29, o Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) e a Prefeitura de Mâncio Lima, debateram sobre os embargos de propriedades impostas aos produtores rurais do município mais ocidental do Brasil pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).


A reunião foi fruto de uma parceria da Prefeitura de Mâncio Lima com o governo do Estado, por meio do Imac. No encontro, o objetivo principal foi prestar assistência, tirando dúvidas, repassando informações e orientações importantes aos produtores presentes.

A única forma de desembargar as áreas é através da regularização ambiental. A notícia que agradou a todos foi que o governo do Estado iniciará uma ação integrada nos municípios onde existe o problema e trabalhará para desembargar as áreas. Em Mâncio Lima, a ação integrada acontecerá já no dia 11 de maio. Ao todo, mais de 100 produtores rurais sofreram com as sanções impostas pelo órgão federal.


O governo do Acre apoia as ações de preservação e combate ao desmatamento. Dessa forma, trabalha para garantir ações de recuperação das áreas desmatadas, ajudando os produtores a se ajustarem às leis, fazendo o uso sustentável, garantindo o sustento de suas famílias.

No Município apenas 8% de sua total sofreu desmatamento, o IMAC será o responsável para gerenciar os embargos, em indústrias, madeireiras e aos produtores rurais. O embargo prejudica a economia, prejudica a vida do produtor rural, no Estado do Acre serão investidos mais de R$ 80 milhões no Plano de Regularização Ambiental recursos oriundos do Fundo Amazônia.


O que disseram


“Esse momento é muito importante e é um compromisso do governo do Estado. No Acre, são mais de 2.800 propriedades embargadas e agora nós vamos notificar os produtores e o Imac vai iniciar esse trabalho de desembargo”, disse André Hassem, Presidente do Imac.


“Essa conversa com os produtores foi muito necessária para deixá-los menos angustiados. Com certeza esse projeto do Imac vai chegar para todos e vamos sair dessa situação do embargo que impossibilita financiamentos, continuidade da produção. Também precisamos respeitar o meio ambiente e produzir de forma sustentável”, contou Isaac Lima, Prefeito de Mâncio Lima.


“Desde o início que surgiram esses embargos, a Assembleia Legislativa do Acre se preocupou com os produtores e se manifestou. O nosso objetivo é ajudar os produtores, ajudar o nosso estado a crescer. O governador Gladson é sensível com a situação e hoje estamos aqui em Mâncio Lima, junto com o Imac, trazendo uma solução”, pontuou Nicolau Junior, Deputado Estadual.


“Essa reunião foi muito positiva. O Poder Público nos trouxe alternativas e soluções para os nossos problemas. Eu nunca tinha participado de um momento tão importante dessa natureza. Parabéns a todos pela preocupação com essa situação tão difícil”, relatou Renilson Pinheiro, produtor Rural.


Participaram da reunião o presidente do Imac, André Hassem; o prefeito de Mâncio Lima, Isaac Lima; o secretário de Estado de Administração; Paulo Roberto, o deputado estadual Nicolau Junior; representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, vereadores Renan Costa e Zeca do Pentecostes, secretários municipais e vários produtores rurais.


Galeria de imagens:

Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Beatriz Monte

Colaboração: Pablo Azevedo - SECOM - AC

Imagens: Evandro Ibernon

0 comentário

Comments


bottom of page