top of page

Prefeitura de Mâncio Lima capacita técnicos em elaboração de projetos e resiliência climática


A capacitação de técnicos municipais em políticas de meio ambiente é de extrema importância por várias razões, dentre elas o conhecimento especializado na área de meio ambiente, pois, trata-se de uma área complexa e envolve uma ampla gama de questões, como conservação de recursos naturais, gestão de resíduos, qualidade do ar e da água, energias renováveis, entre outras. Capacitar os técnicos municipais nessas políticas garante que eles tenham o conhecimento necessário para lidar com essas questões de maneira adequada e eficiente.


“A capacitação possibilita adquirir novos conhecimentos e ideias que são perfeitamente possíveis de serem aplicadas no nosso dia a dia. Esta oficina em especial vai ser muito útil na minha vida profissional pela gama de conhecimentos de conscientização ambiental, desenvolvimento sustentável, reciclagem do lixo e, o respeito pelo outro e pelo meio ambiente. Capacitações como esta são fundamentais para o desenvolvimento do município, engajamento e atuação dos atores locais”, disse Francilene Albuquerque, Engenheira Agrônoma.

Os técnicos municipais desempenham um papel crucial na formulação e implementação de políticas ambientais locais. Ao receberem capacitação adequada, eles podem tomar decisões mais informadas e embasadas em evidências, levando em consideração as melhores práticas e os impactos ambientais de suas ações. A eficiência na gestão ambiental com capacitação aprimora as habilidades dos técnicos municipais em planejamento, monitoramento, avaliação e gestão de projetos ambientais. Isso contribui para uma gestão mais eficiente dos recursos disponíveis, resultando em melhores resultados ambientais para a comunidade local.

E, a importância de sensibilização e engajamento da comunidade, os técnicos municipais desempenham um papel fundamental na conscientização e engajamento da comunidade em questões ambientais. Com a capacitação adequada, eles podem se tornar agentes de mudança e educadores ambientais, disseminando informações sobre boas práticas, promovendo a participação da comunidade em projetos ambientais e estimulando comportamentos mais sustentáveis.


“Estar participando de uma oportunidade ímpar como esta é de grande importância porque foram vários conhecimentos trazidos através da nossa orientadora, irão fortalecer o nosso entendimento e a nossa aprendizagem para temas atuais e importantes para Mâncio Lima. A valorização e preservação do meio ambiente é um assunto urgente e requer o empenho e participação de todos e, estar capacitada sobre tudo isso é de extrema importância e que vou levar para o meu local de trabalho e para o meu meio ambiente. A Prefeitura de Mâncio, e equipe gestora do projeto, o Jenildo Cavalcante e a Luciana Lima, estão de parabéns por este projeto e pelas iniciativas da Agenda 2030 e os ODS que veio para fortalecer as políticas locais”, destacou Marilene Pereira da Silva, funcionária pública.

Duas oficinas, ambas com 16 horas aulas, aconteceram do dia 26 a 29 de junho em Mâncio Lima com a participação de técnicos das secretarias, estudantes e pesquisadores, uma sobre elaboração, gestão, acompanhamento e avaliação de projetos que tem como objetivo capacitar a equipe com temas sobre governança e gestão, com ideias teóricas e práticas por meio de instrumentos atualizados e prática sobre elaboração de projetos e captação der recursos.

“É a primeira vez que participo de uma oficina e, esta, de maneira muito especial me trouxe informações que eu não conhecia, não dúvida que tudo aprendido na oficina será usado na escola e vai servir futuramente para quando estiver entrando no mercado de trabalho”, ressaltou Edson Cruz, Presidente do Grêmio Estudantil da Escola Antônio de Oliveira Dantas.


E, a segunda oficina foi sobre ambiente urbano e resiliência climática. Promover a resiliência climática no ambiente urbano é uma tarefa complexa, mas crucial para proteger as cidades e suas populações dos impactos das mudanças climáticas. Ao adotar medidas adaptativas, fortalecer a infraestrutura e envolver a comunidade, as cidades podem se tornar mais preparadas e capazes de enfrentar os desafios climáticos futuros de maneira eficaz. As cidades desempenham um papel crucial na mitigação e adaptação às mudanças climáticas.

“Esta oficina é fruto de um esforço conjunto da SEMATUR, da Prefeitura de Mâncio Lima e da Econsult para promover a sustentabilidade e a proteção ambiental do Município com temas vitais, como, Governança, Gestão de Projeto , Estratégias de Captação de Recursos , Redução de GEE/NDC e Resíduos Sólidos, foram apresentados com uma abordagem eficaz ao combinar teoria e prática. A equipe envolvida, desempenhou um papel fundamental no sucesso dessas oficinas, demonstrando um engajamento exemplar e um compromisso com a proteção do meio ambiente. Sua receptividade, participação ativa e motivação contribuiu para o desenvolvimento de uma sociedade mais consciente e engajada na busca de um futuro sustentável para Mâncio Lima” finalizou Stela Beatriz Sales Ribeiro, facilitadora.


Portanto, a capacitação de técnicos municipais em políticas de meio ambiente é fundamental para garantir uma gestão ambiental eficaz, promover a sustentabilidade e proteger o meio ambiente local. Os participantes realizaram uma visita de campo a Terra Indígena Puyanawa para conhecer a história daquele povo e os projetos para preservação do meio ambiente.


As oficinas fazem parte do Projeto de Fortalecimento das Políticas Municipais de Meio Ambiente com financiamento do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos e Ministério da Justiça. As oficinas foram ministrada empresa Sergipana Econsult – Environmental Consulting que desenvolve importantes projetos para o fortalecimento econômico do País dentre outros.

Galeria de imagens:

Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Beatriz Monte

Imagens: Evandro Ibernon/Arquivos SEMATUR

0 comentário

Comments


bottom of page