Plantio de café Clonal do deputado Jonas é laboratório e incentivo para agricultores de Mâncio Lima

“Isso aqui é o ouro da Amazônia, pode ter certeza, um saco de café por R$ 350,00 dá um lucro muito bom para o produtor” – Deputado Jonas Lima


Uma grande plantação de café no Ramal do Feijão Insosso, em Mâncio Lima, se torna um laboratório para a implantação de outros plantios em pequenas propriedades do município. O investimento do deputado Jonas lima (PT) teve exatamente o objetivo de incentivar os produtores rurais à acreditar e investir numa cultura permanente rentável e ambientalmente sustentável.

Numa visita técnica ao plantio, por ocasião da primeira colheita, nesta sexta-feira (31), o deputado Jonas Lima, acompanhado do prefeito de Mâncio Lima. Isaac Lima e assessores, mostra sua satisfação por ter acreditado no projeto, principalmente para mostrar aos pequenos produtores que era preciso acreditar na proposta da prefeitura.


Jonas Lima, explica entusiasmado, que a iniciativa do trabalho já resulta em vários investimentos em pequenas propriedades rurais de agricultores de Mâncio Lima que, depois de estudos e palestras, decidiram acreditar no investimento com apoio e aproveitar o apoio da prefeitura que tem contribuído com a assistência técnica e fornecimento de mudas.


“Precisamos divulgar mais esta nova cultura. Primeiramente sou filho de Mâncio Lima, nasci aqui, esta terra era do meu pai que já faleceu e se torna uma grande alegria implantar essa nova cultura que para se tornar realidade precisou de vários parceiros, como o Romualdo, que é engenheiro agrônomo, o prefeito Isaac Lima e muitos outros”, disse.

Segundo o deputado o plantio de 12 hectares com 40 mil pés de café está servindo de vitrine e de escola onde o engenheiro agrônomo capacita os produtores rurais que estão aprendendo à implantar os seus cafezais. “Isso aqui é o ouro da Amazônia, pode ter certeza, um saco de café por R$ 350,00 dá um lucro muito bom para o produtor”, informou emocionado.

O deputado Jonas lima lembra que o projeto iniciou com o incentivo do deputado federal Sibá Machado que convidou o prefeito Isaac Lima para conhecer os plantios da Zona da Mata do Estado de Rondônia que utiliza uma tecnologia avançada no plantio do Café Clonal. ““É preciso a tecnologia para garantir um plantio de qualidade”, disse.


O deputado produtor destaca que a média de cada pé nesta primeira colheita é de um litro e meio à dois por pé, mas na segunda colheita, no ano que vem, a previsão dos engenheiros agrônomos e técnicos e que de cada pé de café se colherá de 12 a 15 litros por planta. Essa será uma média e o projeto é colher acima de 110 sacas por hectare e cerca de 1.400 sacas.


No plantio de 40 mil pés de café estão empregadas quatro pessoas permanentemente e para fazer a primeira colheita foram utilizados 20 trabalhadores com previsão de pelo 50 pessoas, todos os dias, durante 45 dias para a segunda colheita manual no ano que vem.  



O investimento tem um aporte tecnológico no padrão das empresas de Rondônia ou do país que investem no plantio de café com um sistema de irrigação automático de alta tecnologia automatizado que em quatro horas realiza toda a adubação com a mesma quantidade de água e adubo para garantir a uniformidade das plantas como está comprovado na prática.


O prefeito Isaac Lima, que tem sido o grande incentivador dos plantios de café no município, lembra que o deputado federal Sibá Machado, junto com o deputado Jonas Lima lhe convidou para conhecer as qualidade de café plantadas no estado de Rondônia e fizeram uma visita com a participação do secretário Municipal de Produção, na época, o agrônomo Romualdo.