top of page

Piscicultura: terceira economia do município ganha implementos e apoio da gestão


Na manhã desta quarta-feira, 11, em seu gabinete, o Prefeito Isaac Lima acompanhado da Secretaria Municipal de Produção Alana Souza, da Chefe de Gabinete Maria Claudeisa e do Secretário de Articulação Institucional Danilo Chagas, esteve reunido com um grupo de piscicultores e produtores rurais de Mâncio Lima, para tratar sobre o programa de açudagem e da importância destes estarem organizados em cooperativas.

Recentemente, o município adquiriu uma escavadeira hidráulica, que custou mais de R$ 1,3 milhão, fruto de emenda parlamentar do Ex-deputado Federal Manoel Marcos e que precisou de um aporte financeiro no valor R$ 600 mil por parte do município, a chamada contrapartida.


“Nós estamos aqui a fim de dar apoio aos produtores rurais desta cadeia tão importante e fundamental para a nossa economia. No meu primeiro mandato, construímos uma média de 100 tanques e, este ano, nossa meta é trabalhar para chegarmos a mais de 300 produtores atendidos para que voltemos ao ranking de maior produtor de peixe da região. Aos produtores, e aí é um pedido que faço, para que só solicitem as horas de máquina se realmente tiverem vocação para esta área visto o preço do alevino, da manutenção e o preço da ração”, falou Isaac Lima, Prefeito de Mâncio Lima.

Para as ações nesta área, haverá um calendário de atendimento para os produtores com até 20 horas de máquina para cada piscicultor, o custo de transporte da máquina e do operador é por conta do município, ficando para o produtor, o combustível e a alimentação do operário o que equivale a uma redução de mais de 80% de gastos para os beneficiados, uma economia de mais de R$ 7 mil. Os técnicos estarão em campo para orientar e acompanhar os trabalhos.

Outros critérios serão levados em consideração, tais como, aptidão para esta prática agrícola, área devidamente regularizada pelos órgãos ambientais e que não ofereçam nenhum tipo de riscos ao meio ambiente a saúde humana, o tanque e/ou açude precisa estar em produção e, já ter sua área pronta para ser atendida pelo programa.


“Nós, enquanto Secretaria de Produção, temos a missão de melhorar e ampliar o número de açudes em funcionamento, gerando renda para a cidade e melhorando a vida do produtor rural a partir deste esforço conjunto. Com a economia de mais de R$ 7 mil para o produtor rural, este recurso pode ser usado para compra de alevinos e ração. A gestão tem sido muito atenciosa e exigente quanto a qualidade e os resultados deste programa”, finalizou Alana Souza, Secretaria Municipal de Produção.

O Senar - Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, apoia com assistência técnica gerencial um grupo de 100 agricultores na área da piscicultura, mandiocultura, cafeicultura e horticultura, com o intuito de alavancar sua produção agrícola.


A Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar é um serviço gratuito oferecido ao produtor (a) rural, que tem como foco a geração de renda, melhoria da produção e a gestão rural de forma educativa. Os produtores são acompanhados periodicamente por um técnico de campo durante 24 meses, tempo mínimo necessário para avaliar os resultados da aplicação da metodologia.

Com uma venda recorde de peixe em relação a feira de 2022, o Município de Mâncio Lima mantém a hegemonia de um dos maiores produtores de pescados da região. Somente na Feira do Peixe deste ano foram comercializadas mais de seis toneladas de peixes criados em açude, esta atividade agrícola é a terceira maior economia da cidade.

Ainda foi discutida a importância de os produtores rurais estarem reunidos em sistema de cooperativismo, um movimento social e econômico que une pessoas em torno de um mesmo objetivo. Assim, nessa ideologia, todos prosperam juntos, com desafios e resultados compartilhados, aliando resultados econômicos ao desenvolvimento humano.


Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Beatriz Monte

Imagens: Evandro Ibernon



0 comentário
bottom of page