Mâncio Lima participa do II Fórum Regional de Turismo do Acre


Representantes de Tarauacá, Envira e dos cinco municípios do Juruá estiveram presentes nesta quarta-feira, 24, no SENAC de Cruzeiro do Sul, durante o II Fórum Regional de Turismo do Acre.

A realização do evento ocorreu por iniciativa do SEBRAE, com apoio da Fecomércio, Conselho Municipal de Turismo (CONTUR) e Governo do Estado do Acre, em parceria com as prefeituras dos oito municípios.

Mâncio Lima estava representada pelo Prefeito Isaac Lima, a Vice-prefeita Ângela Valente, os Secretários Municipais Rosaldo Marques (Turismo), Danilo Chagas (Especial), o Gerente de Turismo Igor Araújo, Bruno Oliveira Viveirista e empresários, Luiz Helosman, ex-prefeito e empresário, barqueiros, donos de pousadas e representantes de terras indígenas.

Um dos objetivos do encontro foi promover parcerias estratégicas entre diferentes órgãos municipais, estaduais, federais, instituições do sistema S (SEBRAE, SENAC, SESC, SESI SENAT) e Federação das Indústrias do Acre (FIEAC), como forma de promover o turismo na região.

Durante o fórum foi levantada a questão de o turismo ser uma das atividades com maior potencial de recuperação econômica depois do auge da pandemia. Com a demanda represada, por mais de um ano, devido às restrições de circulação, muitos apostam em um “boom” turístico pós-pandêmico.

Esta tem sido uma realidade cada vez mais tangível na região do Juruá, com o grande fluxo de turistas de outros estados e outros países, que tem chegado à região nos últimos meses, movimentando rede hoteleira, restaurantes, transportes e comércio em geral.

Os potenciais atrativos naturais, étnicos e culturais se fazem presentes em todo Juruá. A questão é planejar para aproveitar ao máximo esses potenciais e gerar emprego e renda para as pessoas da região.

Em Mâncio Lima, a cidade mais ocidental do Brasil, conhecida por suas belezas naturais exuberantes, berço da maior biodiversidade do estado e de um potencial forte para o Ecoturismo, possui 32% de seu território dentro do Parque Nacional da Serra do Divisor, detentor de cachoeiras, cânions, trilhas, Buraco da Central de águas térmicas e sulfurosas e a Cachoeira Formosa, distante cerca de quatro hora das margens do rio Moa.

Além da Serra do Divisor, Mâncio Lima dispõe, ainda, de alternativas para o etnoturismo, a cidade possui três terras Indígenas (Puyanawa, Nawa e Nukini) e, claro, localizada à margem direita da Avenida Japiim, está a Área de Relevante Interesse Ecológico Japiim Pentecostes, uma unidade de conservação estadual de uso sustentável com uma área de 25 mil hectares, detentora de várias espécies de primatas, orquídeas endêmicas da região e uma grande quantidade de bromélias, todos esses lugares de visitação turística formam um dos maiores corredores ecológicos do Juruá.


Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Beatriz Monte

Imagens: Evandro Ibernon

0 comentário