top of page

Longevidade: Mâncio Lima perde a mulher mais velha, centenária tinha 108 anos.

Na manhã desta terça-feira, 10, mais uma página da história da cidade de Mâncio Lima foi virada e fixada nos anais da pequena cidade mais ocidental do Brasil, o município perdeu dona Nenzinha, o idosa de 108 anos considerada a mais velha da cidade, que morreu às 10h30, em sua residência de causa natural.


Maria Bernardino Braga, nasceu em maio de 1914 no seringal Ouro Preto, Colocação São Raimundo no Alto Juruá, de uma família de cinco irmãos.


Em 1930, migrou com sua família para o Seringal São Luiz também em Cruzeiro do Sul. Lá, conheceu Aston Lopes da Silva com quem casou e tiveram 14 filhos destes, 07 ainda estão vivos.

De lá, Seringal São Luiz, em 1937, com o apogeu da borracha, foram convidados a trabalhar na Fazenda Barão do Rio Branco, hoje terra indígena Puyanawa a época, a localidade, vila Japiim, estava sob o domínio do Coronel Mâncio Lima.


Com a esperança de trazer dias melhores para sua família mais uma vez resolveu percorrer as terras do território do Alto Juruá, desta feita se deslocando para o Seringal Belo Monte no Rio Moa.


A borracha e a agricultura foram suas principais atividades desenvolvidas. Na localidade hora instalados, no ano de 1980, Maria Bernardino sofreu uma grande perca, o seu fiel companheiro véio a óbito incumbindo- a a tarefa de educar e sustentar a família sozinha.


Após a morte de seu companheiro, com a criação da aposentadoria para os soldados da borracha, dona Nenzinha foi a primeira a ser agraciada em reconhecimento pela sua luta e dedicação na extração do leite da seringa.

A vida desta autêntica amazonida, seringueira e agricultura foi de muita luta e dedicação, os tempos difíceis lhe impôs desafios quase insuperáveis mas, soube com muito jogo de cintura e trabalho árduo vencer e criar seus filhos.


Dona Nenzinha lutou por décadas contra uma doença que nos últimos anos a deixou acamada, o alzheimer, esta, foi aos poucos tirando suas forças e sua mobilidade. Foi sua filha, Raimunda Braga que abdicou de sua vida para ser dedicar exclusivamente aos cuidados de sua mãe.

Uma mulher firme, trabalhadora e de uma energia invejável.


Maria Bernardino nos deixa um legado de amor, trabalho, honradez e dedicação. Seus ensinamentos serão para sempre lembrados por aqueles que tiveram o prazer de ter dois dedos de prosa com esta mulher centenária.


Maria Bernardino deixa com saudades 07 filhos, 53 netos, uma centena de bisnetos, dezenas de tataranetos e cinco tetraneto.


Rogamos a Deus que receba esta querida filha em sua glória e conforte o coração de todos os familiares e amigos que aqui ficam.


Mâncio Lima, Acre, 10 de janeiro de 2023.


Isaac de Souza Lima

Prefeito de Mâncio Lima


Ângela Maria Valente de Figueiredo

Vice-prefeita

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page