...
 

Em Mâncio Lima, comitiva da campanha “Aqui tem Turismo” é recebida na Alameda das Águas


O Sistema Fecomércio, com o apoio Sebrae, do Governo do Estado e da Prefeitura de Mâncio Lima está promovendo a campanha “Aqui tem Turismo – Turistando no Juruá”. O objetivo é fomentar o turismo na região, melhorando a divulgação das belezas naturais e as condições de recepção dos turistas. Para isso, foi convidado o biólogo e apresentador televisivo Richard Rasmussen.


A cidade mais ocidental do Brasil, Mâncio Lima, conhecida por suas belezas naturais exuberantes, berço da maior biodiversidade do estado e de um potencial forte para o Ecoturismo, foi o segundo lugar escolhido para a parada da comitiva.

Batizado de Circuito das Águas, o percurso saindo de Cruzeiro do Sul, percorrendo o Rio Moa e o Rio Japiim, finalizou no porto da Terra Indígena Puyanawa. Mas antes, a equipe foi recepcionada na Alameda das Águas pelo Prefeito Isaac Lima, a vice-prefeita Ângela Valente, o Presidente da Câmara de Vereadores, Renan Costa e demais autoridades do Município.

Com muita empolgação e deslumbrados com o potencial ecoturístico de Mâncio Lima, os turistas puderam conhecer um pouco mais da cidade, provar da culinária local e, o público presente pode fazer um registro com o convidado ilustre Richard Rasmussen, embaixador do ecoturismo no Brasil.

Em Mâncio Lima está 32% do Parque Nacional da Serra do Divisor, detentor de cachoeiras, cânions, trilhas e, o tão conhecido Buraco da Central de águas térmicas e sulfurosas. E, lá é onde está a Cachoeira Formosa, distante cerca de quatro hora das margens do rio Moa.

Além da Serra do Divisor, Mâncio Lima dispõe, ainda, de alternativas para o etnoturismo, a cidade possui três terras Indígenas (Puyanawa, Nawa e Nukini) e, claro, localizada à margem direita da Avenida Japiim, está a Área de Relevante Interesse Ecológico Japiim Pentecostes, uma unidade de conservação estadual de uso sustentável com uma área de 25 mil hectares, detentora de várias espécies de primatas, orquídeas endêmicas da região e uma grande quantidade de bromélias, todos esses lugares de visitação turística formam um dos maiores corredores ecológicos do Juruá.

Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Beatriz Monte

Imagens: Evandro Ibernon