top of page

Defesa Civil realiza visita para identificar necessidades prévias decorrentes da cheia dos rios


A cheia dos Rios Moa e Azul já preocupa as autoridades locais. A Defesa Civil Municipal, Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social estiveram visitando as comunidades ribeirinhas com o objetivo de reconhecimento in loco das famílias atingidas pela enchente e, oferecer suporte humanitário aos ribeirinhos.

Atualmente, a cota do Rio Moa é de 6,60m de acordo com a medição feita pela régua linimétrica instalada na Comunidade São Francisco. Segundo levantamento da Defesa Civil, mais de 860 de famílias já foram atingidas, afetadas e em situação de vulnerabilidade por conta das enchentes.


Mâncio Lima possui cota de alerta igual a 6 metros e cota de transbordamento igual a 7 metros. A equipe verificou e trouxe as necessidades mais urgentes das famílias e sobre uma possível alagação maior.

As chuvas na região do Juruá concentram-se nos meses entre dezembro e maio. A previsão é que se intensifique nos próximos dias. De acordo com a Defesa Civil se nas cabeceiras desses rios o volume de chuva aumentar a previsão que mais famílias sejam afetadas o que pode resultar em sérios prejuízos para os ribeirinhos.

Galeria de imagens:

Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Beatriz Monte

Imagens: Evandro Ibernon

0 comentário

Comentarios


bottom of page