Carreta Ambiental chega a Mâncio Lima com atendimentos, capacitações e programação cultural


As ações da Carreta Ambiental – Programa de Capacitação e Atendimento Ambiental Itinerante, continuam na regional do Juruá. Na última sexta-feira, 11, os atendimentos iniciaram no município de Mâncio Lima, na Avenida Japiim, em frente ao mercado municipal. Durante a cerimônia da chegada da carreta no município, representantes das instituições do Meio Ambiente reforçaram o convite à população.


Participaram da solenidade a prefeita em exercício do município de Mâncio Lima, Ângela Valente de Figueiredo, a chefe do Departamento da Semapi no Juruá, Dijé Praxedes, o chefe do Departamento do Imac no Juruá, Ismael Maia, o Secretário Municipal de Meio Ambiente e Turismo, Rosaldo Marques e a Secretária Municipal de Produção, Alana Souza.

A iniciativa é do governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (Semapi), numa parceria com o Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Levando atendimento, capacitação e uma programação cultural local, a Carreta Ambiental é fruto de emenda parlamentar da deputada federal Vanda Milani, no valor de R$ 1,5 milhão. Além da Semapi, órgão que coordena o projeto, vários parceiros atuam dentro da Carreta Ambiental, entre eles o Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) e o Instituto de Terras do Acre (Iteracre). A Defensoria Pública do Acre tem participado também das edições, com atendimento jurídico.


Um atendimento que vem sendo bastante procurado é o licenciamento para criadores de aves. O biólogo da Divisão de Fauna do Imac, Jesus Rodrigues Domingos de Souza, está realizando a homologação dos criadores de passarinhos. “Aqui na região de Mâncio Lima, a maioria das pessoas cria o curió. São inúmeras regras que devem ser seguidas. Nós estamos aqui na carreta repassando todo o procedimento, que é simples. As pessoas podem nos procurar para que possamos orientar o que pode e o que não pode ser feito sobre esse assunto. Estamos aqui procurando realizar o máximo de atendimentos para regularizar essa atividade”.

O agricultor Arison de Sousa Pereira procurou se regularizar como criador de pássaros. “Muito bom esse trabalho da carreta, porque chegou até nós. Eu teria que ir pra Cruzeiro do Sul, mas quando vem aqui na cidade da gente é melhor”, disse.


O vigilante Ângelo Claudio da Rocha, procurou a equipe do Iteracre na manhã deste sábado. “Estava procurando informações para legalizar a terra e fui muito bem atendido. Tirei todas as minhas dúvidas”.


Festival Internacional de Cinema

O Festival Internacional de Cinema de Fronteira Pachamama aconteceu no sábado dentro da estrutura da carreta ambiental, numa parceria firmada entre os organizadores. A exibição audiovisual foi gratuita.


Segundo a organização, foram exibidas produções de diversos estados brasileiros e também de países latinos. Entre eles estão:


Animação Soletude (Amapá) – venceu o Festival do Rio do ano passado na categoria curta-metragem;


Episódios da Série “Nokun Txai – Nossos Txais”, da Saci Filmes – que teve episódios gravados os no Vale do Juruá;


Atsa – Encontro com os Ancestrais” – filmado na Aldeia Barão, Terra Indígena Poyanawa, em Mâncio Lima.


Agencia de Noticias do Acre

Imagens: Evandro Ibernon

0 comentário