...
 

Agricultura familiar: Prefeitura de Mâncio Lima fortalece uma das maiores economias do município


O programa de mecanização agrícola tem avançado em Mâncio Lima e, já foram atendidas mais de 14 comunidades rurais totalizando pouco mais de 700 horas trabalhadas e 220 famílias beneficiadas. O avanço do programa só está sendo possível graças ao planejando prévio da Secretaria Municipal de Produção.


“A mecanização pode executar diversas tarefas no campo com muita facilidade e eficiência. Com ela, os custos de produção diminuem consideravelmente e ainda proporciona ao produtor rural lugar de destaque em um mercado tão competitivo visto que este terá maior produtividade e qualidade do produto. Entre as melhorias proporcionadas pela mecanização agrícola estão a maior rapidez dos processos de plantio e colheita, maior facilidade para manejo e manutenção das lavouras, e até mesmo padronização dos processos”, falou Alana Souza, Secretária Municipal de Produção.

Com a proibição do uso do fogo e o surgimento de novos métodos menos agressivos ao meio ambiente, a mecanização agrícola tem sido a melhor alternativa encontrada para a agricultura familiar. Diversos investimentos já estão sendo feitos e, máquinas modernas e com mais tecnologias já foram adquiridas.


“Mâncio Lima é uma cidade essencialmente agrícola e que não dar para inventar a roda ou pensar em outras alternativas econômicas, a agricultura familiar ainda é quem ajuda no aquecimento da economia e garante os alimentos frescos e de qualidade nas nossas mesas. Já investimos desde 2017, mais de R$ 17 milhões só na agricultura, estes investimentos vão desde a compra de insumos, equipamentos, patrulha mecanizada, mudas e outros implementos para o fortalecimento da agricultura familiar”, destacou Isaac Lima, Prefeito de Mâncio Lima.

Duas comunidades receberam recentemente um trator para auxiliar os agricultores na mecanização das terras e escoamento da produção, as comunidades do Belo Monte e Pentecostes. Ambas são grandes polos produtores de farinha de mandioca, conhecida como a melhor farinha do estado do Acre.

Uma área em que o solo é trabalhado manualmente a produção pode chegar a 20%, já uma área em que entram as máquinas para aragem da terra a produção ultrapassa os 40% com a diminuição do tempo do plantio e da mão de obra empregada.

Na oportunidade, o prefeito se reuniu com os produtores de café e os que pretendem entrar para a cultura, definindo definido a quantidade de mudas que cada produtor irá receber e quais os critérios que precisam ser atendidos para o recebimento das mudas.

Mâncio Lima tem hoje mais de 60 produtores que aderiram a cultura do café, consorciados com outras práticas agrícolas já existentes. A Prefeitura, fornece o adubo e as mudas aos agricultores cadastrados junto à Secretaria de Produção, ao todo já foram entregues mais de 32 mil mudas, e uma mil sacas de adubos.

Galeria de Imagens:

Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Imagens: Evandro Ibernon

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo