top of page
  • Foto do escritorJenildo Cavalcante

25/4 – Dia Mundial da Luta Contra a Malária

A data, instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2007, tem a finalidade de reconhecer o esforço global para o controle efetivo da malária.


Para a eliminação da doença, é necessária ação continuas para que a resposta global à malária seja efetivada. O desafio está nas mãos dos países mais afetados pela doença, para que o tema seja mantido no topo da agenda política, mobilize recursos e capacite as comunidades para que se responsabilizem pela prevenção e pelo tratamento da malária.

Em 2017 a gestão atual ao assumir a Prefeitura Municipal de Mâncio Lima encontrou um cenário epidemiológico de cerca de 9.000 (nove) mil casos positivos notificados no ano. Todavia, com os esforços integrados, financiamento tripartite, planejamento estratégico e definição do fluxo de trabalho, no ano de 2021 registramos 1.300 (mil trezentos) casos positivos, menor número de notificações positivas desde  2004.

Todas essas conquistas são fruto do empenho e compromisso da gestão em combater e eliminar a doença. Seguimos mais otimistas, com a nova contratação efetiva dos Agente de Combate às Endemias (ACEs), que irá fortalecer o controle e a vigilância das doenças endemicas que acometem a população da região.

Salientamos que a malária é uma doença sazonal, e nos encontramos em período de elevação esperada no número de casos. Contudo o ano de 2023 tem sido atípico, pois de janeiro até o momento, observamos uma tendência de queda nas notificações de casos positivos, sendo registrado uma média de 02 (dois) casos por dia para o mês de abril.

A Prefeitura de Mâncio Lima por meio da Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância do comprometimento dos profissionais de saúde no tratamento da malária.


Desde o agente de saúde da comunidade ou o agente de combate às endemias até o médico, todos devem orientar os pacientes e reforçar os cuidados adequadamente e com uma linguagem compreensível.

Em diversos lugares, os responsáveis por distribuir e orientar o uso dos medicamentos utilizam envelopes de cores diferentes para cada tratamento.

 A eliminação da malária também depende de você.

Ao sentir os sintomas de febre intermitente, calafrios, sudorese, cansaço e mal-estar, procure uma unidade de saúde mais próxima para fazer o exame para malária. Caso seu diagnóstico seja positivo, tome corretamente toda a medicação indicada!


O diagnóstico e o tratamento adequados é a nossa maior ferramenta para combater a disseminação da doença.


Medidas de prevenção individual: uso de mosquiteiros impregnados ou não com inseticidas, roupas que protejam pernas e braços, telas em portas e janelas, uso de repelentes.

Medidas de prevenção coletiva: drenagem, obras de saneamento para eliminação de criadouros do vetor, aterro, limpeza das margens dos criadouros, modificação do fluxo da água, controle da vegetação aquática, melhoria da moradia e das condições de trabalho, uso racional da terra.


Previna-se com o uso do cortinado em camas e redes e apoie o trabalho dos Agentes de Saúde. Juntos somos mais fortes e assim poderemos eliminar a malária!

E lembre-se, malária mata! 


Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Beatriz Monte

Imagens: Evandro Ibernon/SMS


0 comentário

Comments


bottom of page